PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Esta disponível o período de candidatura à Medida Emprego Jovem Activo, dando possibilidade às empresas (públicas e privadas) de usufruir de apoio financeiro com vista à promoção da integração socioprofissional de jovens não detentores da escolaridade obrigatória e que se encontrem em particular situação de desfavorecimento face ao mercado de trabalho.

EMPREGO JOVEM ATIVO

OBJETO

 

Medida que consiste no desenvolvimento de experiencias práticas em contexto de trabalho por equipas de jovens, compostas por 2 ou 3 jovens desfavorecidos do ponto de vista das qualificações e da empregabilidade e 1 jovem qualificado, tendo em vista melhorar as suas condições de integração socioprofissional.

Tais experiências desenvolvem-se no contexto de um projeto, com a duração de 6 meses, o qual integra um plano de inserção para cada uma das duas tipologias de destinatários.

 

QUEM SE PODE CANDIDATAR

Podem candidatar-se pessoas singulares ou coletivas de direito privado, com ou sem fins lucrativos.
O QUE É

Incentivo à contratação de jovens com idade entre os 18 e os 29 anos, inclusive, inscritos como desempregados no IEFP, e que se encontrem numa das seguintes situações:

Não possuam a escolaridade obrigatória e se encontrem em particular situação de desfavorecimento face ao mercado de trabalho, nomeadamente porque abandonaram a escola ou não concluíram o 3º ciclo do ensino básico;

Detentores de uma qualificação de nível 6 ou superior do Quadro Nacional de Qualificações (QNQ), ou seja, detentores, no mínimo, de licenciatura;


A entidade promotora deve apresentar um projeto integrado que contemple, designadamente:

Descrição das atividades a desenvolver por cada um dos destinatários;

A justificação da relevância da atividade para a integração dos destinatários, que não pode consistir no preenchimento de postos de trabalho;

Um plano de inserção para cada uma das tipologias de destinatários;;

Um orientador responsável pelo acompanhamento dos destinatários.


APOIOS

Subsidio não reembolsável a conceder obedece aos seguintes termos:

Para os jovens destinatários:

Bolsa mensal, cujo valor é o seguinte:

293,45€ - para os jovens desfavorecidos em matéria de qualificações e empregabilidade;

544,99€ - para os jovens mais qualificados.



Refeição ou subsídio de alimentação;

•  Seguro de acidentes pessoal. 

 

Para as entidades promotoras:

A comparticipação financeira do IEFP é baseada na modalidade de custos unitários, por mês e por destinatário, integrando a comparticipação do IEFP nos seguintes encargos:


Bolsa mensal, financiada a 100%;

Refeição ou subsídio de alimentação;

•  Prémio de seguro de acidentes pessoal: 13,82€.


CANDIDATURA A candidatura é efetuada por submissão eletrónica, através do portal NetEmprego no serviço de Candidaturas Eletrónicas a Medidas de Emprego.

LEGISLAÇÃO Portaria n.º 150/2014 de 30 de Julho