PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
 

 

A iniciativa Garantia Jovem, foi criado no final de 2013, com o objetivo de dar resposta ao elevado desemprego jovem, procurando proporcionar a todos os jovens que estão desempregados ou afastados do sistema educativo ou formativo, o mais rapidamente possível, uma oportunidade de emprego, de continuação dos estudos, de formação ou de estágio.

Desde a sua criação e entrada em vigor (janeiro 2014), foram abrangidos cerca de 76 mil jovens, dos quais 53 mil com idade inferior a 25 anos, e 23 mil com idade compreendida entre os 25 e os 29 anos, conforme fontes do governo.

Deixamos aqui as principais linhas orientadoras:

 

 

OBJETO

 

A Garantia Jovem tem 3 grandes objetivos:

Aumentar as qualificações dos jovens

Facilitar a transição para o mercado de trabalho

Reduzir o desemprego jovem

 

QUEM SE PODE CANDIDATAR

Jovens com menos de 30 anos de idade

Jovens que não estão a trabalhar

Jovens que não estão a estudar, em formação ou em estágio
O QUE É

 

De acordo com as preferências e necessidades de cada um, a iniciativa oferece várias oportunidades ao nível da participação em medidas de ensino, formação e emprego, de entre as quais destacamos na vertente de emprego:

- Apoios à contratação

        * Estimulo 2013

        * Reembolso TSU

- Criação de emprego

        * Apoio ao empreendedorismo e Criação do Próprio Emprego

         * Programa Nacional de Microcrédito

         * RPGN – Rede de Percepção e Gestão de Negócios

- Trabalhar no estrangeiro

        * Your first EURES Job – O teu 1º emprego Eures

        * The Job of my life


CANDIDATURA

As candidaturas são apresentadas no portal eletrónico de cada uma das sub-medidas.

Para orientação dentro das diversas medidas que compõe o programa poderão ser inseridos os dados para enquadramento na plataforma Garantia Jovem – Começa Já

LEGISLAÇÃO

Resolução de Conselho de Ministros n.º 104/2013, de 31 de dezembro. - ver legislação