PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Medida “Comércio Investe”

No âmbito do Fundo de Modernização do Comércio foi criada a medida “Comércio Investe”, com vista ao apoio de projetos de investimento promovidos por empresas ou por associações empresariais destinados à promoção da inovação de processo, organizacional e de marketing nas empresas do setor do comércio.

 

Existem duas tipologias de investimento, conforme apresentado de seguida:


Medida “Comércio Investe”

TIPOLOGIAS DE PROJETO

 

  

 

A. Projeto individual de modernização comercial promovido por uma empresa, com o objetivo de modernizar e valorizar a oferta dos estabelecimentos abertos ao público, com a duração máxima de 12 meses;


B. Projeto conjunto de modernização comercial promovido por uma associação empresarial do comércio, com o objetivo de valorizar e dinamizar a oferta comercial dos espaços urbanos, com a duração máxima de 12 meses para as despesas das empresas aderentes e de 18 meses para as despesas da associação promotora.

 

CONDIÇÕES DE ACESSO

 

  

A. Micro e pequenas empresas cuja atividade principal se insira na divisão 47 da Classificação das Atividades Económicas (CAE) (com algumas exceções);


B. Micro e pequenas empresas cuja atividade principal se insira na divisão 47, e estruturas associativas empresariais do setor do comércio promotoras dos projetos conjuntos, classificadas na subclasse 94110 da CAE (ou outras estruturas associativas empresariais equiparadas.

 

ELEGIBILIDADE DE DESPESAS

 

São elegíveis as seguintes despesas, entre outras:


 Aquisição de equipamentos e software para suporte à atividade comercial;


 Aquisição de equipamentos e mobiliário destinados a áreas de venda ao público;

 Despesas com assistência técnica específica – decoração, design de interiores, vitrinismo e tradução de conteúdos para língua estrangeira;

 Requalificação da fachada, remodelação da área de venda ao público no interior do estabelecimento.

 

INCENTIVO

 

 

 

A. Incentivo não reembolsável, correspondente a 40% das despesas elegíveis, no valor máximo de 35.000€, com limites por área de investimento;


B. Incentivo não reembolsável, correspondente a 45% das despesas elegíveis para as empresas aderentes, no valor máximo de 20.000€, e a 70% das despesas elegíveis para as associações, no valor máximo médio de 6.000€ por empresa aderente, ambos sujeitos a limites por área de investimento.

 

Existe um prémio de obtenção de objetivos que poderá majorar em 10% o valor do incentivo.

 

CANDIDATURAS 

  

 

A primeira fase de candidaturas ocorre entre 30 de Setembro e 25 de Novembro.

A decisão de concessão de incentivos da 1ª fase de candidaturas, deverá ser publicada no site do IAPMEI, no dia 12 de Março de 2014. 

 

ÂMBITO 

 

A medida é de âmbito nacional, sendo definido nos avisos de abertura dos concursos as regiões abrangidas para cada período. 

 

 

Faça download da apresentação desta medida aqui.

 

Contacte-nos para mais informações.