PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

O FINOVA – Fundo de Apoio ao Financiamento à Inovação – foi constituído através do Decreto-lei n.º 175/2008, de 26 de agosto, como instrumento privilegiado para a concretização dos objetivos estabelecidos no SAFPRI (Sistema de Apoio ao Financiamento e Partilha de Risco). 

 

 

Este programa, criado no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), cujas entidades financiadoras são o Programa Operacional Factores de Competitividade (COMPETE) e os Programas Operacionais Regionais de Lisboa e Algarve, pretende impulsionar a disseminação de instrumentos de financiamento que proporcionem melhores condições de financiamento às PME Portuguesas.

 

 

O FINOVA é um fundo autónomo vocacionado para o financiamento de empresas e projetos de cariz inovador com os seguintes objetivos:


  •  Estimular a intervenção do Capital de Risco no apoio às PME's

  •  Reforçar o sistema de Garantia Mútua e promover o alargamento da sua intervenção a empresas e projetos inovadores

  •  Promover a contratualização de linhas de crédito junto do sistema financeiro

  •  Dinamizar a utilização de novos instrumentos, nomeadamente instrumentos convertíveis de capital e dívida e titularização

  •  Incentivar o empreendorismo 

 

 

Para atingir os seus objetivos, o FINOVA poderá apoiar diversos instrumentos de financiamento:


   Instrumentos de financiamento de capital próprio:


  •  Fundos de capital de risco;
  •  Fundos especiais de investimento;
  •  Instrumentos de financiamento a intermediários de capital de risco;
  •  Fundos de sindicação de capital de risco;
  •  Fundos de fundos;
  •  Outros instrumentos de inovação financeira que contribuam para o reforço dos capitais próprios das PME.


   Instrumentos de financiamento de capital alheio:


  •  Fundo de contragarantia mutua;
  •  Constituição ou reforço do capital social de sociedades de garantia mútua;
  •  Fundos de garantia de titularização de créditos;
  •  Fundos de investimento imobiliário;
  •  Linhas de crédito com mecanismos de garantia e bonificação de juros e outros encargos;

  •  Outros instrumentos de inovação financeira que contribuam para a melhoria do acesso das PME ao financiamento por capitais alheios.

 

 

O FINOVA tem um capital inicial de 100 milhões de euros, que poderá ser subscrito por Entidades Públicas Nacionais vocacionadas para o apoio ao financiamento e à inovação de empresas como por exemplo, o IAPMEI, AICEP, Turismo de Portugal, ADI, CCDR LVT e CCDR Algarve, tendo sido nomeada como Entidade Gestora do fundo a PME Investimentos – Sociedade de Investimento S.A..

 

 

O FINOVA, em resultado de concursos lançados pelo COMPETE e pelo POR Lisboa, participará na constituição ou reforço de 24 Fundos de Capital de Risco que têm por objetivo comum contribuir para que as PME, em particular, as mais novas e de menor dimensão desenvolvam estratégias de inovação, de crescimento e de internacionalização. Os Fundos a constituir ou reforçar encontram-se separados em 4 categorias distintas de acordo com o objetivo final do financiamento.

 

 

As 4 categorias são as seguintes:

 
  •  Inovação e Internacionalização de PME
  •  Corporate Venture Capital
  •  Projetos Fase “Early Stage”
  •  Projetos Fase “Pré-Seed”

 

 

A participação do FINOVA nos Fundos de Capital de Risco é financiada através de Fundos Comunitários – FEDER

 

 

Mais sobre o FINOVA:

 

Apresentação

Fundos de Capital de Risco 

 

 

 

Em caso de dúvidas, sobre qualquer uma das informações agora enviadas estamos à vossa disposição através dos nossos contactos habituais.

 

 

  

  PROJ – Nuno Vieira da Silva – E-mail: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar – Mobile: 91 606 22 86